ESQUECEU A SENHA?

Seja bem-vindo ao INDA!

INDA

25/08/2021 - Valor 

“As vendas em julho foram piores do que imaginávamos. Isso muito em função das importações que cresceram no período. Para se ter uma ideia, foram importadas, 211,31 mil toneladas, quase o mesmo volume que os distribuidores venderam”, disse Carlos Loureiro, presidente executivo do Inda, ressaltando que as importações cresceram 181,9% em julho.

Segundo ele, as vendas diárias em julho, foram semelhantes aos níveis de 2015 a 2016, quando o mercado estava mais desaquecido. Diariamente, a rede comercializou 12,4 mil toneladas. No ano passado, as vendas diárias somavam 15 mil toneladas em julho. “Já trabalhamos com a perspectiva de estabilidade nas vendas este ano. Os números do segundo semestre de 2020 foram muito fortes, pois fizemos vendas para clientes das usinas. Estamos passando pela ressaca. A nossa estimativa anterior era de crescimento nas vendas de 5% a 6%.”

25/08/2021 - IstoÉ Dinheiro 

As compras de aços planos em julho recuaram 6,6% ante o mesmo período do ano passado ao atingir um volume de 295,9 mil toneladas. Em relação ao mês anterior, a queda foi de 14,8%. Os números foram divulgados pelo Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço (Inda) em teleconferência com jornalistas.

As vendas de aços planos em julho contabilizaram queda de 12,8% quando comparada a junho, atingindo o montante de 261,4 mil toneladas contra 300 mil. Sobre o mesmo mês do ano passado, quando foram vendidas 344 mil toneladas, registrou baixa de 23,8%.

Para agosto, a expectativa da rede associada é de que as compras tenham uma queda de 2% perante a julho e as vendas uma queda de 1,9% na mesma base comparativa.

25/08/2021 – Valor 

“Preços da sucata nos EUA continuam fortes e essa é a razão da tonelada estar alta. O material laminado a quente já passou de US$ 2 mil a tonelada e subiu mais de US$ 67 em um mês. Por isso a CSN está vendendo zincado para o mercado americano, a tonelada passa dos US$ 2,4 mil. O preço está bem competitivo”, afirmou Loureiro.

No mercado doméstico, no entanto, os preços não devem ser reajustados até o fim do ano, de acordo com o presidente do Inda. De janeiro do ano passado até julho, a tonelada do aço plano subiu cerca de 130%, sendo só neste ano 80%. “Com o mercado abastecido, os clientes refizeram os estoques. Os preços não devem subir, a não ser que o dólar dispare, mas, pelo horizonte de três a quatro meses, não vejo espaço para [novos] aumentos.”

SIDERURGIA

02/08/2021 - Infomoney SP 

A Usiminas (USIM5) registrou lucro líquido de R$ 4,5 bilhões no segundo trimestre de 2021, revertendo o prejuízo líquido de R$ 395 milhões apurado no mesmo período do ano anterior. O resultado representa um aumento de 277% ante o trimestre anterior (de R$ 1,2 bilhão nos primeiros três meses de 2021) e é um lucro recorde trimestral para a companhia.

De acordo com os resultados, divulgados nesta sexta-feira (30), antes da abertura do pregão, a receita líquida da Usiminas alcançou R$ 9,6 bilhões no período, alta de 35,8% em relação ao primeiro trimestre do ano, quando registrou receita de cerca de R$ 7,06 bilhões. Na comparação anual, a alta foi de 296%; no segundo trimestre de 2020, a siderúrgica registrou receita de R$ 2,42 bilhões.

20/08/2021 - Portal Fator Brasil

As atividades de comércio e consumo refletem o bom desempenho da produção de laminados, que entre janeiro e maio cresceu 24,8% em relação ao mesmo período de 2020 para um total de 23,2 Mt, informa Alacero. Em maio, a produção de laminados aumentou 66,9% ante a maio do ano passado, atingindo 4,96 milhões de toneladas.

Segundo a associação, a produção de aço bruto em maio teve alta de 3,2% em relação a abril, acumulando entre janeiro e maio um acréscimo de 19,8% em relação aos cinco primeiros meses de 2020. Vale destacar que maio deste ano produziu 48,2% a mais que Maio do ano passado.

MINERAÇÃO

05/08/2021 - Valor Econômico 

Os preços do minério de ferro voltaram a cair no mercado à vista nesta quarta-feira, após um início de semana positivo, refletindo os cortes de produção de aço impostos ao polo de Tangshan, como parte dos esforços chineses de reduzir a emissão de poluentes.

Segundo a publicação especializada Fastmarkets MB, o minério com teor de 62% de ferro recuou 0,53% no porto de Qingdao, para US$ 183,69 por tonelada.

11/08/2021 - Valor Econômico 

Os preços do minério de ferro caíram com força nesta terça-feira no mercado à vista, acompanhando a desvalorização dos contratos futuros vista na véspera e novos cortes na produção de aço na China.

Segundo a publicação especializada Fastmarkets MB, a tonelada do minério com teor de 62% de ferro encerrou o dia com baixa de 5,8%, para US$ 162,44. Esse é o preço mais baixo desde 26 de março.

Com esse desempenho, a commodity acumulou desvalorização de mais de 10% em agosto e reduziu a 1,2% o ganho em 2021.

ECONOMIA

04/08/2021 - Infomoney

Diante da persistente – e cada vez mais forte – pressão inflacionária, o Comitê de Política Monetária (Copom) deve elevar a Selic em um ponto percentual, para 5,25%, após os dois dias de reunião que se encerram nesta quarta-feira (4).

Essa visão é compartilhada por diversos economistas, que nos últimos dias passaram a revisar projeções, elevando, inclusive, as perspectivas para a taxa básica de juros no fim deste ano, que agora variam bastante, entre 6,75% e 8%, ou seja, pode superar o nível considerado neutro, em que a taxa nem estimula nem contrai a economia, e que hoje é visto em 6,5%.

17/08/2021 - Agência Brasil  

A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA - a inflação oficial do país) deste ano subiu de 6,88% para 7,05%. É a 19ª elevação consecutiva na projeção. A estimativa está no Boletim Focus de hoje (16), pesquisa divulgada semanalmente pelo Banco Central (BC) com a projeção para os principais indicadores econômicos.

Para 2022, a estimativa de inflação é de 3,90%. Para 2023 e 2024, as previsões são de 3,25% e 3%, respectivamente.

A previsão para 2021 está acima da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 3,75% para este ano, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é de 2,25% e o superior, de 5,25%.

25/08/2021 - IstoÉ Dinheiro

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revisou sua projeção para a inflação neste ano a 7,1%, de 5,9% antes, bem acima do teto da meta do Banco Central.

O centro da meta oficial para a inflação em 2021 é de 3,75%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

Para 2022, o Ipea calcula alta do IPCA de 4,1%, contra objetivo de 3,50%, também com margem de 1,5 ponto.

Segundo o Ipea, as taxas de inflação brasileiras seguem bastante pressionadas devido a uma combinação de aceleração de preços monitorados, inflação de alimentos e bens industriais em patamares elevados e movimento inicial de recomposição dos preços dos serviços.

30/08/2021 - Agência Brasil

O Índice de Preços ao Produtor (IPP), que mede a variação de preços dos produtos na saída das fábricas, registrou inflação de 1,94% em julho deste ano. A taxa é superior ao 1,29% de junho deste ano, mas inferior aos 3,22% de julho de 2020.

Com o resultado de julho, o IPP acumula taxas de inflação de 21,39% no ano (mais do que os 19,38% registrados em todo o ano de 2020) e de 35,08% em 12 meses. Os dados foram divulgados hoje (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

AUTOMOTIVO

09/08/2021 - Globo Online 

O estoque de veículos zero quilômetro das concessionárias e fábricas é o mais baixo dos últimos 20 anos, segundo a Anfavea, associação que representa as montadoras do país.

Segundo o presidente da entidade, Luiz Carlos Moraes, este cenário é resultado da falta de componentes, especialmente semicondutores, que levou à paralisação de diversas plantas em 2020 e este ano, em função da pandemia de Covid-19, que afetou a cadeia de produção global.

09/08/2021 - Monitor Digital 

Pelo segundo mês consecutivo a produção de autoveículos recuou no Brasil, de acordo com levantamento mensal feito pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). A queda é creditada às paralisações de algumas fábricas em função da falta de semicondutores, item que integra centenas de equipamentos eletrônicos dos veículos. Em julho, a produção total foi de 163,6 mil unidades, 2% a menos do que no mês de junho e 4,2% abaixo de julho de 2020. Foi a pior produção para um mês de julho desde 2003.

CONSTRUÇÃO CIVIL

05/08/2021 - SEGES.com.br

A nova previsão para o aumento do PIB da Construção em 2021 é de 4,2%, enquanto o PIB nacional deve crescer 5,2%. Estas projeções do FGV/Ibre (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas) foram apresentadas por Ana Maria Castelo, coordenadora de Projetos da Construção daquela instituição.

As previsões foram anunciadas na reunião de Conjuntura do SindusCon-SP, em 3 de agosto, conduzida por Eduardo Zaidan, vice-presidente de Economia, com a participação de Odair Senra, presidente da entidade.

11/08/2021 - Agência Brasil 

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) registrou inflação de 1,89% em julho deste ano. O índice apresentou uma queda em relação à da taxa de junho (2,46%), mas teve alta na comparação com julho de 2020 (0,49%).

Segundo dados divulgados hoje (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Sinapi acumula taxas de 13,49% no ano e de 22,6% em 12 meses. Com isso, o custo da construção por metro quadrado chegou a R$ 1.448,78 em julho.

NAVAL

06/08/2021 - Portos e Navios  

Os portos brasileiros, públicos e privados movimentaram 280 milhões de toneladas nos três primeiros meses do ano, o que representa um avanço expressivo de 11,1% em relação ao mesmo período do ano passado. Os portos públicos apresentaram um crescimento de 9,71% e os portos privados, de 11,75%.

Os dados são do Boletim Informativo Aquaviário da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), produzidos pela Gerência de Desenvolvimento e Estudos e pela Gerência de Estatísticas e Avaliação, ambas da Superintendência de Desenvolvimento, Desempenho e Sustentabilidade.

10/08/2021 - Portos Navios 

A retomada da economia global após a crise causada pela Covid-19 em 2020 está sendo mais forte do que as previsões iniciais e o setor portuário cresce na mesma proporção. O Porto Itapoá vem acompanhando essa performance .

O terminal registrou um aumento de 41,3% nas importações no primeiro semestre de 2021. Foram quase 70 mil contêineres contra 48 mil no mesmo período de 2020. As exportações tiveram um peso menor, mas ainda assim foram 8,5% maiores que o mesmo período do ano anterior: quase 50 mil contêineres em 2021 contra 45 mil em 2020.

23/08/2021 - IstoÉ Dinheiro 

Os três portos públicos do Rio Grande do Sul (Porto Alegre, Pelotas e Rio Grande) movimentaram 26,735 milhões de toneladas de janeiro a julho, 7,18% mais que nos sete meses de 2020. Em nota, a Superintendência dos Portos do Rio Grande do Sul (Portos RS) informou que o complexo portuário do Superporto do Rio Grande, que envolve o Porto Público, os cinco terminais particulares arrendados, os dois estaleiros e os quatro terminais de uso privado de empresas, foi responsável pela maior parte deste montante: 25.285.651 toneladas no período de janeiro a julho, aumento de 6,01% na comparação com os mesmo intervalo de 2020.

“Com relação às movimentações no Superporto, os destaques de maior aumento porcentual de cargas ficaram por conta das cargas de madeira, que aumentaram suas movimentações em 319,99%, seguido pela uréia (76,62%), farelo de soja (28,48%), trigo (17,24%) e celulose (11,73%).”

Associe-se!

Junte-se a nós e faça parte dos executivos que ajudam a traçar os rumos da distribuição de aço no Brasil.

INDA

O INDA, Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço, é uma Instituição Não Governamental, legalmente constituída, sem fins lucrativos e fundada em julho de 1970. Seu principal objetivo é promover o uso consciente do Aço, tanto no mercado interno quanto externo, aumentando com isso a competitividade do setor de distribuição e do sistema Siderúrgico Brasileiro como um todo.

Rua Silvia Bueno, 1660, 1º Andar, Cj 107, Ipiranga - São Paulo/SP

+55 11 2272-2121

© 2021 INDA | Todos os direitos reservados. desenvolvido por agência the bag.

TOP