Compra e venda de aço sobem em maio e estoques recuam, aponta Inda

Valor Econômico 19/06/2019

Os distribuidores de aço no país compraram 246 mil toneladas do produto em maio, volume 9,6% maior que o apurado no mesmo mês de 2018. Com relação a abril, a alta nas compras de aço em maio foi de 8,7%. Os dados foram divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Distribuidores de Aço (Inda).

No acumulado até maio, foram compradas 1,285 milhão toneladas de aço, volume estável no comparativo com o mesmo período de 2018. A maior parte das compras, de acordo com os dados do Inda, foi de laminados a quente, com 642,7 mil toneladas. Em seguida aparecem os zincados, com 318 mil toneladas no acumulado.

As vendas, segundo o Inda, chegaram a 269,1 mil toneladas, alta de 32,6% no comparativo com o mesmo período do ano passado, quando os distribuidores venderam 203 mil toneladas de aço. Considerando os 22 dias úteis do mês, foram contabilizadas 12,2 mil toneladas de vendas/dia. Com 21 dias em abril, de acordo com o Inda, foram vendidas 12,7 mil toneladas/dia.

No acumulado do ano até maio, as vendas somaram 1,42 milhão de toneladas, o que representou um aumento de 15,3% em relação aos cinco primeiros meses de 2018.

Os estoques em maio fecharam em 791 mil toneladas, o que representa 2,9 meses de consumo. Há um ano, o giro era de 947,3 mil toneladas em estoque, o que correspondia a 4,7 meses.

De acordo com o Inda, a estimativa de estoque em junho é de 771,4 mil toneladas e 3,4 meses. As compras devem somar 209,1 mil toneladas, e as vendas, 228,7 mil toneladas de aço.